segunda-feira, 26 de abril de 2010

Nunca pares de sorrir..

.. e no fim mata-me devagar, para vermos juntos o [tempo] a passar mais depressa. **

10 comentários:

dina disse...

ora aqui está um bom conselho :D

Spark disse...

:)

liliana_lourenco disse...

:) **

elsafer disse...

um sorriso de conivência dos actos e um olhar malandro para a vida

liliana_lourenco disse...

:) **

Pipoca das Flores disse...

Mesmo quando não te apetece, não é?Pois é...mas o segredo é esse, conseguires ter o sorriso como o teu "tu", ou será o teu "eu"?..hum...
:)

liliana_lourenco disse...

Sim, mesmo quando não apetece. :)

'Tu' ou 'Eu' não importa, o importante é sorrir. :) **

Pipoca das Flores disse...

Por isso envio-te o meu "Eu"sorriso e o meu "Tu" sorriso para pôr o teu "Eu" a sorrir neste preciso momento!
besos:)

Anna Molly disse...

Prometido!
Desde que continues a partilhar a tua "expressividade" (:
Desde que, apesar dos "desencontros", a amizade perdure até à era da bengala! :)

Bisous

liliana_lourenco disse...

:D

Claro que irá perdurar.
E bengalas para quê?
Eu não irei precisar porque quando ficar velhinha vão-me nascer umas asas e depois vou poder voar até ao céu quando achar que já estou farta de estar 'aqui'. :)

Beijinhos e até breve. :) **