terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Até quando?..

Pois se não se vê.. não se apaga.
E se não se apaga.. continua a arder. Incessantemente. **

3 comentários:

anna molly disse...

"continua a arder. incessantemente." A curiosidade de apreciar a tua arte.

7ze disse...

Um famoso discurso de Cícero, contra o conspirador Catilina, começa precisamente assim:

«Quousque tandem...», Catilina, abusarás da nossa paciência?

Por quanto tempo ainda nos tentarás enganar com a tua mágoa?

Criptopiromaníaco disse...

Belas palavras cheias de poesia e plenas de lógica indutiva.

O fogo que não se vê,
não se apaga.
Se não se apaga,
continua a arder...