sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Amor peludo

'Gosto de ti mesmo quando não tiras o buço. E quando não depilas as pernas todo eu fervo por ti. Mas gosto ainda mais de ti, quando não rapas os pêlos debaixo dos braços.'

Silenciosamente feliz ela pensou: 'Isto sim, é Amor.' **

12 comentários:

Anna Molly disse...

:D

Epá, isso é que é Amor...ama-a por completo! :p

saudaduxas :)

liliana_lourenco disse...

:)

Beijinhos! **

dina disse...

está genial este pensamento

liliana_lourenco disse...

:) **

Maruxa disse...

É assim como tem de ser o amor puro,
adorei ;)

liliana_lourenco disse...

Por vezes ainda vais sendo.. ;) **

Deva disse...

Ah, ah, ah grande prova d`amor :)

liliana_lourenco disse...

:) **

Anónimo disse...

simplesmente amei :)trouxe-me recordações dum passado longinquo e até porque eu costumo fazer essa alusão ao amor verdadeiro...haja alguem que pensa como eu :)

um simples OBRIGADA chega-te para agradecer?

liliana_lourenco disse...

Um 'simples' obrigada chega para me deixar com um sorriso feliz. :) **

Débora disse...

Maria prima...vou me perder a ver os teus trabalhos por uns dias =D
Que orgulho!!Muito bom, beijinhos..

liliana_lourenco disse...

Débi, que bom ver-te por aqui! :)

Obrigada pelas palavras.. eheh!!
O que vale é que ao contrário das minhas personagens, eu não coro. :)

Perde-te à vontade. :)

Eu agora vou-me perder ali no vale das mantas.. cansadita por hoje já.. uff! Está na hora de ir descansar estes olhos. :)

Beijão enorme! **